domingo, 22 de abril de 2012

A cura da sogra de Pedro - Parte 3



5º - Os discípulos foram até Jesus e apresentaram a situação

Mc 1.  29. E logo, saindo da sinagoga, foram à casa de Simão e de André, com Tiago e João. 30. E a sogra de Simão estava deitada, com febre; e (logo lhe falaram dela).

Luc 4. 38. Ora, levantando-se Jesus da sinagoga, entrou em casa de Simão; e a sogra de Simão estava enferma com muita febre; e (rogaram-lhe por ela).

Como a enfermidade piorava visivelmente, a angústia deve ter aumentado ao máximo. Nessa necessidade extrema, surge-se a pergunta chave: Onde está Jesus?

Imagine o alívio que não foi quando Jesus entrou dentro daquela casa.

Jesus nunca deixou de atender alguém que o procurasse mesmo que ele estivesse cansado, procurando repouso, ou até mesmo com fome querendo se alimentar, a sua comida sempre foi fazer a vontade do Pai. Ele sempre atendeu a todos que foram até ele. Warren Wirsbe em seu comentário bíblico vai nos informar que : Não devemos deixar Jesus na igreja, mas devemos levá-lo também à nossa casa e repartir com ele as nossas alegrias e os nossos fardos.

Antes de procurarmos qualquer outra solução para nossas dores é necessário que corramos para Jesus ele tem a direção e o milagre que tanto nós precisamos.

Eles sabiam que a resposta para a solução dos problemas estava em Jesus.

Quando os ventos uivantes se levantam com toda a fúria para nos destruir, Jesus é o nosso socorro bem presente nos momentos da angústia.

Corra para Jesus ele tem a resposta certa para o momento certo. Foi justamente isso que os discípulos fizeram correram até Jesus ao serem informados da enfermidade da sogra de Pedro e contaram a Jesus o que estava acontecendo. Que coisa linda quando temos intercessores que intercedem por nós, que oram por nós. E quando nós intercedemos pelos outros. Há uma necessidade intrínseca de intercedermos uns pelos outros, levarmos as cargas uns dos outros (Gal 6.2). Precisamos que Deus levante intercessores que tenham a responsabilidade de interceder junto a Jesus a respeito de tantas pessoas que necessitam de ajuda. Quantos e quantos que não estão prostrados precisando que alguém se prostre diante de Cristo para que ele se coloque de pé novamente.

6º - Apresentam um quadro irreversível

Veja o quadro daquela mulher:

Mt 8. 14. E Jesus, entrando na casa de Pedro, (viu) a sogra deste jazendo com febre.

A sogra de Pedro estava prostrada na cama doente, ardendo em febre altíssima. A palavra grega para fogo é pur. Febre em grego é puretos que significa “calor febril” ; ‘pegando fogo”; “ardendo em fogo”. Mateus então vai afirmar que ela estava pegando fogo, ardendo em febre, acamada, e sem poder se levantar.

Luc 4. 38. Ora, levantando-se Jesus da sinagoga, entrou em casa de Simão; e a sogra de Simão estava enferma com muita febre; e (rogaram-lhe por ela).

Lucas por ser médico vai afirmar que a febre acometida nesta mulher é muito mais séria não é apenas uma febre é uma mega febre , no grego puretos mega (grande calor febril).

Hernandes Dias Lopes vai dizer que na Palestina havia três tipos de febres:

1) A febre Malta - acompanhada de grande anemia e debilidade;

2) A febre tifóide - era uma febre intermitente;

3) A febre malária - as regiões pantanosas do Jordão eram infestadas de mosquitos da malária.

Adolf Pohl diz que na região pantanosa ao redor de Cafarnaum com seu clima subtropical, é provável que a sogra de Pedro tivesse sido acometida de malária. Essa não era uma enfermidade simples era chamada de febre mortal.

Weiss também vai afirmar que na Palestina vários tipos de febre são comuns até hoje. Ela era classificada a grosso modo como febre “pequena” e febre “grande”. Com a região pantanosa ao redor de Cafarnaum, com seu clima subtropical, combina a febre “grande”, parecida com a malária. Jo 4.52 fala de febre mortal. Em At 28.8 Lucas traz “a descrição clara de uma disenteria com febre”.

Segundo alguns teólogos ela estava com uma febre impossível de ser curada devido à expressão lucana, “puretos megas”. Uma grande febre ardente que com certeza havia chegado de uma forma muito violenta estava sobre ela. Era sábado, dia de adoração ao Senhor e ela estava ardendo em febre.

1.     Segundo a Torá quem desobedecesse à lei do sábado iria ser punido com esta febre ardente.

Levítico 26:1. 1 - NÃO fareis para vós ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura, nem estátua, nem poreis pedra figurada na vossa terra, para inclinar-vos a ela; porque eu sou o SENHOR vosso Deus. 2 - Guardareis os meus sábados, e reverenciareis o meu santuário. Eu sou o SENHOR.

Levítico 26:14- Mas, se não me ouvirdes, e não cumprirdes todos estes mandamentos, 15 - E se rejeitardes os meus estatutos, e a vossa alma se enfadar dos meus juízos, não cumprindo todos os meus mandamentos, para invalidar a minha aliança,

2.     Perceba a punição divina para aqueles que não honrassem os seus mandamentos

(Levítico 26:16) - Então eu também vos farei isto: porei sobre vós terror, a tísica e a febre ardente, que consumam os olhos e atormentem a alma;

3.     A lei afirma que Deus viraria a face contra esta pessoa

(Levítico 26:17) - E porei a minha face contra vós, e sereis feridos diante de vossos inimigos; e os que vos odeiam, de vós se assenhorearão, e fugireis, sem ninguém vos perseguir. (Levítico 26:18) - E, se ainda com estas coisas não me ouvirdes, então eu prosseguirei a castigar-vos sete vezes mais, por causa dos vossos pecados.

Quando ela é curada por Jesus com certeza ela vai voltar a fazer aquilo que ela já estava realizando servindo. Porque ela continuou servindo e ainda era sábado.

Mc 1. 31. Então, chegando-se a ela, tomou-a pela mão e levantou-a; e a febre a deixou, e servia-os.

Luc 4. 39. E, inclinando-se para ela, repreendeu a febre, e (esta) a deixou. E ela, levantando-se logo, servia-os.

Ela não deixou de fazer o que ela já estava fazendo servindo a Jesus com alegria.

Ela não estava desobedecendo a Deus ela estava servindo o próprio Deus. Jesus Cristo, o nosso Senhor.

7º - Jesus sempre esta pronto a servir àqueles que servem a ele

Jesus prontamente atendeu ao pedido daqueles homens e foi em direção ao local onde ela estava.

Jesus se apoderou de alguns procedimentos revolucionários, valorizou a mulher na época em que a mulher era totalmente desvalorizada. Ele quebrou os princípios da tradição que dizia que era humilhante para um grupo de homens serem servido por uma mulher em vez de por um escravo.

Os judeus homens chegavam a orar agradecendo a Deus por não terem nascido: gentios, escravos e mulher.

Os líderes religiosos extremistas chegavam a dizer que um homem não poderia conversar em público nem com a sua própria esposa. Imagine com outra mulher? Era considerado um ato escandaloso.

Jesus foi servido por mulheres, as mulheres o acompanharam em seu ministério, e ainda o serviam com seus bens.

Lucas 8:1 - E ACONTECEU, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus; e os doze iam com ele, 2 - E algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; 3 - E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens.

Willian Coleman diz que Jesus revelou grande coragem quando ignorou as barreiras sociais existentes, e exerceu um ministério vital e pessoal junto a essas mulheres. Os riscos que ele correu tornam-se ainda mais sérios pelo fato de alguns críticos modernos distorcerem seu trabalho entre elas.

O conceito judaico dizia que “Não se deve deixar uma mulher servir aos homens somente os escravos”.

Imagine ela servir a mesa, cozinhar, preparar as coisas para Jesus era abominação, desleixo, maldição, e para muitos pecado.

Ela não apenas vais servi-lo com amor, mas também faz isto no dia de sábado.

1.     Jesus havia acabado de chegar da sinagoga no dia de sábado

2.     Jesus vai curá-la no sábado

3.     Os enfermos e seus amigos para não quebrarem as ordens religiosas esperam passar o sábado para virem até Jesus

Marcos 1: 32 - E, tendo chegado à tarde, quando já se estava pondo o sol, trouxeram-lhe todos os que se achavam enfermos, e os endemoninhados.
Eles esperavam que as horas alcançassem às 18hs do dia para ser domingo para virem até Jesus

Ela não, ela já servia e depois de curada continuou servindo Jesus no sábado

É por este motivo que Jesus vai tratá-la de uma forma especial.

Paremos um pouco e observemos as atitudes de Jesus para com esta mulher.

(Marcos 1:31) - Então, chegando-se a ela, tomou-a pela mão, e levantou-a; e imediatamente a febre a deixou, e servia-os.

Luc 4. 39. E, inclinando-se para ela, repreendeu a febre, e (esta) a deixou. E ela, levantando-se logo, servia-os.

Os Evangelhos acrescentam detalhes que precisam ser permeados e analisados pelos nossos olhos e pela nossa visão espiritual para que possamos extrair detalhes de suma importância para o desenvolvimento da compreensão deste milagre. A averiguação de cada expressão é imprescindível para entendermos a profundidade deste milagre.

Olha o cuidado de Jesus, a atenção para quem cuida das coisas que são dele.

Cuide daquilo que é de Deus e Deus sempre vai cuidar de você.

Se envolva com o reino de Deus e o reino vai se envolver com você.

Em Cristo

Pr. Ezequiel Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário