quinta-feira, 26 de abril de 2012

A cura da sogra de Pedro - Parte 5


10º - Tudo o que Jesus faz tem como objetivo a expansão do reino de Deus
Luc 4. 40 - E, ao pôr-do-sol, todos os que tinham enfermos de várias doenças lhos traziam; e, impondo as mãos sobre cada um deles, os curava.
Mc 1.32 - E, tendo chegado à tarde, quando já estava se pondo o sol, trouxeram-lhe todos os que se achavam enfermos e os endemoninhados. 33. E toda a cidade ( se ajuntou à porta ).
Tanto Marcos como Lucas vai analisar a espera da multidão para a chegada do outro dia o domingo para poderem ir até Jesus. Eles não podiam violar a lei do sábado.
Analise o texto de Luc 4.40 - ...pôr-do-sol ; e Mc 1.32 -  ...tendo chegado à tarde, quando já estava se pondo o sol (Sábado durava das 18hs da Sexta às 18hs dos Sábado). Quando o dia estava se findando e começando anoitecer eles procuraram Jesus. Eles obedeciam aos mandamentos da lei e dos profetas.
Jeremias 17: 21 - Assim diz o SENHOR: Guardai as vossas almas, e não tragais cargas no dia de sábado, nem as introduzais pelas portas de Jerusalém; 22 - Nem tireis cargas de vossas casas no dia de sábado, nem façais obra alguma; antes santificai o dia de sábado, como eu ordenei a vossos pais.
O Comentário Bíblico Esperança vai nos informar: Naquele dia havia em Cafarnaum uma maravilhosa agitação. Por volta do pôr do sol, i. é, no momento em que (segundo Lc 4.31-39) o descanso do sábado havia terminado, conforme prescrito na lei, e já se podia carregar uma carga pesada, trouxeram a Jesus um grande número de doentes, sofredores, aos quais curou a todos, segundo Lucas 4.40, “pondo a mão sobre cada um individualmente”.
Outra questão é que foi pouco tempo após a cura da sogra de Pedro. Jesus, os discípulos, a própria sogra de Pedro não tiveram muito tempo. Nem para se recuperar, nem para repousar, pois logo após a cura dela espalhar a notícia pela cidade e as multidões vieram até eles.
Que porta é esta que a multidão se ajuntou?
Com certeza à porta da casa de Pedro.
O objetivo de Jesus era a expansão, o crescimento a dimensão do reino de Deus na terra. De toda a cidade os que estavam enfermos vieram à porta da casa de Pedro pedindo uma cura, um milagre a Jesus. Ele impondo as mãos sobre cada um deles, os curava. Não foi fácil era muita gente, pois trouxeram-lhe todos os que se achavam enfermos e os endemoninhados, e mais toda a cidade se ajuntou à porta para ver o que Jesus estava fazendo.
Jesus com certeza precisou de uma equipe de apoio e imagine quem estava no meio desta equipe valorosa de Jesus?
Isto mesmo a sogra de Pedro, servindo a todos com alegria, talvez uma água, alguma coisa para comer aos que tinham fome, ou mesmo um cafezinho quentinho ou um chá. Ajudando aos necessitados e socorrendo outros que procuravam por Jesus.
Pense comigo que cena após sua cura, ela estava animada servindo a Jesus, e servindo a multidão como sempre fez com alegria e muito entusiasmo. Ela não ficou lá parada esperando a banda passar, olhando aquelas maravilhas que Jesus fazia, longe, distante vendo Jesus operar sem participar sem se envolver. Ela sabia que Jesus a havia curado para que ela pudesse ser parte da estruturação da expansão do reino de Deus na terra.
Agora ela fazia parte da equipe de apoio operacional do ministério de Jesus. Ela foi salva por Jesus Cristo, curada por ele, e o servia naquele dia, com a alegria de quem escapou da morte, mas agora viva sabia que tinha uma nobre missão servir o reino de Deus com alegria.
11º - Jesus veio para desfazer as obras do diabo
Mc 1. 34 - E curou muitos que se achavam enfermos de diversas enfermidades e expulsou muitos demônios, porém não deixava falar os demônios, porque o conheciam.
Luc 4. 41 - E também de muitos saíam demônios, clamando e dizendo: Tu és o Cristo, o Filho de Deus. E ele, repreendendo-os, não os deixava falar, pois sabiam que ele era o Cristo.

1.     Jesus veio com uma missão específica libertar aqueles que foram escravizados pelas forças do mal. Existem poderes malignos que querem destruir as expectativas, os sonhos do homem, mas Jesus veio para restaurar, e reconciliar o relacionamento do homem com Deus. Ele veio buscar e salvar todo aquele que se havia perdido (Luc 19.10). O ministério de Jesus é muito claro e transparente demonstrando o seu alvo primordial, a libertação dos cativos e dos oprimidos. A Bíblia diz que ele foi ungido para isso (At 10.38), ele foi consagrado para este propósito (Is 61. 1,2). Jesus Cristo veio para desfazer as obras do diabo ( I Jo 3.8).

2.     Neste período Jesus estava iniciando o seu ministério e não podia se apresentar com todas as prerrogativas como o Cristo e Messias divino. Jesus sabia que havia o tempo certo de se apresentar para todos os povos, era a fase do silêncio profético, por isso Jesus não permitia que os demônios falassem e nem permitia que as pessoas anunciassem que havia feito o milagre. Ele sabia que ele não poderia morrer antes do tempo, e também sabia que os demônios sabiam quem ele era. Eles estavam certos de que ele era o Filho de Deus, o Santo de Deus aquele que se esvaziou da sua glória no céu e que veio como semente da mulher. É interessante esta expressão dos demônios, este reconhecimento deles com relação a Jesus sendo o ungido de Deus e o Filho de Deus, “Tu és o Cristo, o Filho de Deus”. Jesus não aceitou a declaração deles, mas aceitou e aprovou com todas as letras a declaração de Pedro quando pergunta aos discípulos sobre o que eles achavam de Jesus e Pedro diz a mesma expressão que os demônios disseram “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Por isso Jesus vai dizer esta revelação não foi nem o sangue e nem a carne que havia revelado a Pedro, mas somente o Pai poderia ter dado a ele esta revelação celestial. Porém os demônios vieram do céu, são anjos decaídos e eles sabiam quem era Jesus, o Cristo, o Filho de Deus, o verbo encarnado, a semente de mulher, e aquele que em breve esmagará a cabeça do diabo (Rom 16.20). E eles com todas as letras tem que reconhecer a grandiosidade do Cristo vivo - Tu és o Cristo, o Filho de Deus.

12º - Jesus nos deu o exemplo de uma vida de oração
Mc 1. 35 - E, levantando-se de manhã muito cedo, estando ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava.
Jesus levantou cedo pela madrugada, sendo ainda escuro e não foi ver como estava o seu IBOP nas ruas de Cafarnaum, se estavam falando dele nas redes sociais da internet na Galiléia, não foi comprar o jornal para ver se a sua foto era a matéria principal da capa. Jesus se levantou cedo e foi para um lugar deserto para orar. Jesus sempre pautou, abalizou o seu ministério em uma vida de oração. Jesus sabia como homem da necessidade que ele tinha de orar sempre sem desfalecer. Jesus mantinha a sua comunhão com o Pai de uma forma muito intensa. Jesus inicia o seu ministério orando e finaliza o seu ministério orando. Sempre em todas as ocasiões mais principais do seu ministério você vai encontrar Jesus orando. Não existe outro caminho para um ministério profícuo e abundante se não através de uma vida de oração. Não acontecem milagres sem oração, não existem lágrimas de arrependimento sem a oração, não existem idas aos pés do Senhor Jesus sem a oração. A oração é o caminho mais sublime para a aquiescência de uma igreja. Só tem uma igreja dinâmica e viva se ela for levada debaixo do joelho.
·         Jesus orou quando foi batizado (Lc 3.21)
·         Jesus orou para tomar decisões importantes (Lc 6.12,13)
·         Jesus orava depois de um dia fatigado (Mc 6.46 ; Luc 5.16)
·         Jesus orava em momentos especiais ( Lc 9.28,29)
·         Jesus orava pela equipe que trabalhava com ele (Mc 6.46-48)
·         Jesus orou no Getsemâni (Mc 14.32-39 ; Heb 5.7)
·         Jesus orou na cruz (Luc 23.34)
·         Jesus orou nos momentos finais de sua vida (Luc 23. 46)
Se Jesus que era o Filho de Deus, o Messias enviado orava constantemente imagine nós pobres homens mortais que somos pó e cinza, precisamos orar incessantemente para podermos nos manter de pé.
Eu ouvi uma frase que ficou marcada na minha vida e nunca mais me esqueci:
“Para permanecer andando de pé em direção ao alvo eu preciso primeiro aprender a andar de joelhos”.
Sem se esquecer da melodia do poeta :
“De joelho é melhor, de joelho é melhor na alegria ou na dor sempre orando ao Senhor de joelho é melhor”.
13º - Jesus não veio para dar espetáculos ele veio para cumprir sua missão
Mc 1. 36. E seguiram-no Simão e os que com ele estavam. 37. E, achando-o, lhe disseram: Todos te buscam.

Enquanto Jesus orava, todos o buscavam para que curasse suas enfermidades, expulsasse os demônios, resolvesse seus problemas, desse uma palavra de ajuda, de paz e de consolação. Eles saiam de suas casas a procura da resposta que há tanto tempo eles aguardavam. As pessoas que foram até a casa de Pedro procurar por Jesus encontraram nele respostas para os seus problemas e seus anseios que só alguém vindo do céu poderia trazer para eles. E ainda mais agora em meio a todo domínio do Império Romano, e as humilhações passadas que a Galiléia já havia vivido desde a época que foi conquistada pelo Império Assírio, Cristo era a reposta para as angústias do povo da Galiléia era o cumprimento da palavra do profeta Isaías.

Isaías 9:1 - MAS a terra, que foi angustiada, não será entenebrecida; envileceu nos primeiros tempos, a terra de Zebulom, e a terra de Naftali; mas nos últimos tempos a enobreceu junto ao caminho do mar, além do Jordão, na Galiléia das nações.

Cristo veio ara cumprir a sua missão, mudar o quadro da história da vida de toda a humanidade, transformar o caos espiritual, o abismo imensurável em uma ponte de acesso a Deus. Esta era a sua missão ele era a própria ponte, por este motivo Isaias 9 é o cumprimento de toda a espera dos galileus, era a prova cabal de que a angustia não dura para sempre ela tem um fim, era a comprovação de que tudo que Deus faz não é para nos encurvar e muito menos nos abater é para nos elevar em meio a todas as adversidades que se levantem contra nós. As trevas vão receber luz porque Jesus chegou. Quando Jesus chega às trevas não suportam a sua presença.

Isaías 9: 2 - O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz. 3 - Tu multiplicaste a nação, a alegria lhe aumentaste; todos se alegrarão perante ti, como se alegram na ceifa, e como exultam quando se repartem os despojos. 4 - Porque tu quebraste o jugo da sua carga, e o bordão do seu ombro, e a vara do seu opressor, como no dia dos midianitas. 5 - Porque todo calçado que levava o guerreiro no tumulto da batalha, e todo o manto revolvido em sangue, serão queimados, servindo de combustível ao fogo. 6 - Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. 7 - Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto..

Jesus não veio para dar espetáculos ele veio para cumprir a sua missão, as massas queriam a sua volta para a cidade, o povo queria ver mais sinais e maravilhas da parte de Jesus. Mas Jesus sabia que a sua missão estava apenas começando, ainda tinha muito chão para percorrer, muitas terras para alcançar. E talvez os discípulos pensando que Jesus voltaria com eles, e subitamente, creio que sem eles esperarem aquela reação de Jesus Marcos nos informa.
Mc 1. 38. E ele lhes disse: Vamos às aldeias vizinhas, para que eu ali também pregue, porque para isso vim. 39. E pregava nas sinagogas deles, por toda a Galiléia, e expulsava os demônios.
Lucas já diz que a multidão queria que Jesus se ajuntasse a eles, e agora querem pará-lo para que ele não prossiga sua missão. O texto é claro eles o detinham como propriedade particular para que Jesus não se ausentassem deles. Porém Jesus veio com uma propósito específico de cumprir a sua missão, a expansão do reino na terra.
Luc 4. - 42. E, sendo já dia, saiu e foi para um lugar deserto; e a multidão o procurava e chegou junto dele; e o detinham, para que não se ausentasse deles. 43. Ele, porém, lhes disse: Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque para isso fui enviado. 44. E pregava nas sinagogas da Galiléia.
Ryle vai dizer que Jesus deixou a glória que tinha com o Pai desde toda a eternidade com a missão de ser um evangelista.

Jesus não podia para, o seu propósito eram muito maior, ele tem uma missão a cumprir, pregar a palavra e anunciar a chegada do Reino de Deus.

Nada pode nos impedir de pregarmos a palavra de Deus aos homens, anunciar o Evangelho de Jesus Cristo.

Pregue a Palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo. II Timóteo 4.2

Em Cristo

Pr. Ezequiel Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário