quinta-feira, 24 de maio de 2012

A cura do paralítico de Cafarnaum - Parte 2


Preste atenção nas declarações que você vai ler agora é de suma importância para o entendimento
deste milagre de Jesus em Cafarnaum

9.     Servo sofredor – Is 53

Analise estas declarações judaicas que coisa extraordinária a respeito do Messias

A interpretação rabínica moderna dos dias de hoje fala que Isaías 53 refere se a Israel, mas isto não é o que os Rabinos antigos pensavam, pois os mesmos interpretavam Isaias 53 como sendo o Messias.

O Rabino Moses Alschech (1508-1600) diz:

Nossos sábios Rabinos com uma só voz aceitam e afirmam em comum opinião que o profeta discursa sobre o
Messias, e nós devemos aderir ao mesmo ponto de vista.

Abravanel (1437-1508) disse:

Esta é também a opinião de nossos próprios homens instruídos na maioria de seus "Midrashim." (discursos
rabínicos)

Rabino Yafet Ben Ali (segunda metade do 10o século):

Quanto a mim, eu vou considerá-lo como aludindo ao Messias.

Abraham Farissol (1451 - 1526) diz:

Neste capítulo parece haver umas semelhanças e umas alusões consideráveis ao ministério do Messias "cristão" e aos eventos que são aplicados para ter acontecido com ele, de modo que nenhuma outra profecia deva ser encontrada o aplica tão bem e o assunto de que pode assim imediatamente lhe ser conferido.

Targum Yonathan (4o século) dá a introdução em Isa. 52:13:

"Eis, meu servo o Messias…"

Gersonides (1288-1344) em Deut. 18:18:

"De fato o Messias é tal profeta, pois se indica no Midrash no verso, "Eis, meu Servo…" (Isa. 52:13)."

Midrash Tanchuma:

"Foi exaltado acima de Abraham, exaltado acima de Moshe, e ainda mais exaltado do que os Arcanjos" (Isa.52: 13).

Yalkut Schimeon (atribuído ao Rabbi Simeon Kara, ao 12o século) diz:

em Zacarias.4:7:

(O rei Messias) é maior que os patriarcas, porque é dito, "Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime.

(Isa. 52:13)."

Maimônides (1135-12O4) escreveu ao Rabbi Jacob Alfajumi:

"Do mesmo modo esta em Isaías que (Messias) apareceria sem reconhecer um pai ou uma mãe": Pois foi crescendo como renovo perante ele, e como raiz que sai duma terra seca;... (Isa.53: 2). "

Tanchuma:

O Rabino Nachman diz: A Palavra HOMEM na passagem, um homem que seja cabeça da casa de seu pai.

(Num.1, 4), alude ao Messias, o filho de David, porque está escrito, "Eis o homem cujo nome é Tzemach (renovo)". Onde no Targun Yonathan interpreta, "Eis o homem o Messias" (Zacarias. 6:12); e assim é dito: homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum (Isa.53: 3)."
Talmud Sanhedrin (98b):

"Messias… qual é seu nome? Os Rabinos dizem, "leproso"; aquele da casa de estudo. (Rabino Yehuda Hanassi, o autor do Mishná, 135-200): seus alunos disseram o nome do Messias é "Cholaja" (o enfermo), porque diz; "certamente carregou nossas enfermidades..." (Isa.53,4). "

Pesiqta Rabbati (ca.845) sobre Isa. 61,10:

Os "mundo dos Patriarcas", um dia no mês de Nisan, levantaram e dirão (ao Messias): 'Efraim, nosso Justo Ungido, embora nós sejamos seus avós, contudo você é maior do que nós, porque você carregou os pecados de nossos filhos, porque diz: ‘Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido’ ‘Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados’ . (Isa.53, 4-5).

Rabino Shmeon Ben Yochai (2° Século), Zohar. parte II página 212a e III página 218a, Amsterdã Ed.):

Há no jardim de Éden um palácio chamado: 'O palácio dos filhos da enfermidade, este é palácio que o Messias entra, e chama sobre si cada doença, cada dor, e cada castigo de Israel: então todos vêm e caem sobre Ele. E assim tirou o peso de Israel, e os levou sobre si mesmo. Não havia nenhum homem capaz de carregar a punição de Israel por causa da transgressão da lei; este é aquele do que é escrito, Verdadeiramente ele tomou sobre si (Isa.53, 4). - Enquanto lhe dizem (o Messias) da miséria de Israel em seu cativeiro, e daqueles infiéis entre eles que não atenderam em conhecer seu Senhor, Ele (o Senhor deles o Messias) levanta sua voz e chora para pelas iniqüidades e infidelidades deles; e assim escreve-se, "ele foi ferido por causa de nossas transgressões" (Isa.53,5). Midrash (em Ruth 2.14): É discurso do rei Messias – ‘venha em direção’, isto é próximo ao trono; "coma do pão", isto é o pão do Reino. 'Isto alude a (pão da) aflição, enquanto é dito, "mas foi ferido por causa de nossas transgressões, afligido por causa nossos iniqüidades" (Isa.53,5).

Disse o Rabino Elias de Vidas (Século 16):

"O significado de ‘foi ferido por causa de nossas transgressões, afligido por causa de nossas iniqüidades’ é, desde que o Messias carrega nossas iniqüidades que produzem suas aflições, conseqüentemente aqueles que não admitem que o Messias sofra por nossas iniqüidades, então devem eles mesmos sofrer pelas deles."

Siphre:

O Rabino Jose Galileu disse: vem aprender os méritos do Rei Messias e a recompensa do justo - Considere quantas mortes levou sobre si, de sua própria geração, e sobre daquelas que os seguiram, até o fim de todas as gerações. Qual atributo é maior, o atributo da bondade, ou o atributo da vingança? '- Respondeu, 'o atributo da bondade é maior, e o atributo da vingança é menor. ' - ' quanto mais então, o Rei Messias, que resiste as aflições e as dores por causa de nossas transgressões (pois se escreve, 'foi ferido...), justificam todas as gerações.

Este é o significado da palavra, mas o Adonay fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós. (Isa.53:6). "


O Rabino Eleazer Kalir (Século 9) escreveu a seguinte oração de Musaf (do sidur):

"Nosso Messias o justo partiu de nós. O Horror apreendeu-nos e nós não temos ninguém para justificar-nos. Carregou nossas transgressões e culpa de nossas iniqüidades, e foi ferido por causa de nossas transgressões. Suportou nossos pecados em cima de seus ombros para que nós possamos encontrar o perdão para nossas iniqüidades. Nós seremos curados por suas feridas, quando o ETERNO o recriar em uma nova criatura. E trazê-lo ao círculo da terra, levantá-lo de Seir, para que nós possamos o ouvir pela segunda vez."

Musaf - sãos as orações de acréscimos no sidur, o livro de orações e louvores judaicos usados nas sinagogas.

Seir - se refere ao lugar onde Esaú foi. Esaú (que é chamado também de Edom) na literatura Talmúdica alude ao cristianismo.

Rabino Moshé, "o Pregador" (século 11) escreveu em seu comentário sobre Genesis (página 660):

No principio D-us fez uma aliança com o Messias e disse ao Messias: 'meu Messias o Justo, aqueles que confiarem em você, seus pecados, trarão sobre você um fardo muito pesado pra você suportar, e Ele (o messias ) respondeu: 'eu aceito contente todas estas agonias em ordem que nenhum só de Israel seja perdido. 'Imediatamente, o Messias aceitou todas as agonias com amor, como se escreve: 'foi oprimido e aflito'.

Pesiqta (sobre Isa.61:10):

Grandes opressões foram colocadas em cima de você, como diz: Pela opressão e pelo juízo foi levado e quem dentre os da sua geração considerou que ele fora cortado da terra dos viventes, ferido por causa da transgressão do meu povo? (Isa.53: 8), como ele dizem: mas Ad-nay fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós.'(Isa.53: 6). "

Hinei Tzemach Shmô

Eis que se chamará Renovo

Zechariah 6:11-12

Rabi. Joshua ben Levi diz : o nome do Mashiach é Tzemach…

Talmud Brachot Cap. 2 Halachá 4

No Midrash Mishlei, o Rabino Huna fala dos "sete" nomes do Messias, tirado tambem de Isaias 9:5:

Midrash Mishlei:

"Rabino Huna disse: ‘O Messias é chamado por sete nomes e eles são Yinnon, Tzadikeinu [‘nossa justiça’], tzemach [‘rebento’], Menachem [‘Consolador’], (filho de) David, Shiloh (enviado), and Elijah.’"3 "O Messias é chamado por oito nomes tambem: Yinon, Tzemach, Pele [‘Maravilhoso’], Yo’etz [‘Coselheiro -advogado’], Mashiach [‘Ungido’], El [‘D-us’], Gibbor [‘Forte’], and Avi ’Ad Shalom [‘Pai da Eternidade’]." Midrash Mishle ("Midrash sobre Proverbios") ed. Solomon Buber (Vilna: 1893)


3º - TODAS ESTAS PROFECIAS SE IDENTIFICAVAM COM CRISTO

Ele era o Filho de Deus o Verbo Encarnado, O Messias tão aguardado. Na Tanach está escrito que ele é o Melech Ben Davi - O rei filho de Davi - que virá para governar sobre as nações e trazer shalom a total plenitude da paz  sobre a terra. Os profetas o chamam de varão integro, justo e apto para governar e salvar o homem do pecado. O seu nome é maravilhoso, excelso, magnífico, tsedkenu, Emanuel, Deus salvador (Yah'shuah).

Segundo a Wikipédia um conceito do judaísmo, o Messias (em hebraico: משיח, transl. Māšîªħ, Mashíach, Mashíyach, "O Consagrado"; a forma asquenazi é Moshiach, e a aramaica é mesiha) refere-se, principalmente, à profecia da vinda de um humano descendente do Rei David, que irá reconstruir a nação de Israel e restaurar o reino de David, trazendo desta forma a paz ao mundo. Os cristãos, com algumas exceções, consideram que Jesus Cristo é o Messias, bem como o Filho de Deus e uma das três Pessoas da Trindade, doutrina que foi confirmada terminologicamente, a título dogmático, no Concílio de Niceia de 325 d.C.. A palavra "Cristo" (em grego Χριστός, Christós, "O Ungido" ou "O Consagrado") é uma tradução para o grego do termo hebraico mashiach.

Para ficar bem claro.

Messias no hebraico “Ungido”

Cristo no grego “Ungido”

Jesus era o Ungido de Deus

TU ÉS O CRISTO O UNGIDO DE DEUS - Mt 16.13-19

Mateus 16: 13 - E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? 14 - E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. 15 - Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? 16 - E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. 17 - E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. 18 - Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; 19 - E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.

Jesus Cristo é o Ungido de Deus, o Messias que Israel aguardava, o nosso Senhor , o nosso Salvador , o amado de nossas almas, aquele que veio para nos resgatar e nos levar para o céu para morarmos com ele.

Ele é o Ungido de Deus que garante a nossa vitória.

Em Cristo

Pr. Ezequiel Barbosa


Nenhum comentário:

Postar um comentário