quinta-feira, 21 de junho de 2012

A Cura do homem da mão mirrada - Parte 2

3.     As atitudes de Jesus contrariavam os fariseus

Logo em seguida o texto de Marcos nos apresenta este momento, onde os fariseus pareciam carrapatos atrás de Jesus e de seus discípulos. Os espiões do Sinédrio não deixavam Jesus por nada. Não era porque o amavam, mas porque queriam apanhá-lo em flagrante agravo para o prende-lo e mata-lo. Leiamos o texto bíblico:

O Jejum

Marcos 2: 18 - Ora, os discípulos de João e os fariseus jejuavam; e foram e disseram-lhe: Por que jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, e não jejuam os teus discípulos? 19 - E Jesus disse-lhes: Podem porventura os filhos das bodas jejuar enquanto está com eles o esposo? Enquanto têm consigo o esposo, não podem jejuar; 20 - Mas dias virão em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão naqueles dias. 21 - Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha; doutra sorte o mesmo remendo novo rompe o velho, e a rotura fica maior. 22 - E ninguém deita vinho novo em odres velhos; doutra sorte, o vinho novo rompe os odres e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; o vinho novo deve ser deitado em odres novos.

Os costumes judaicos haviam se tornado um fardo para a nação. Cheio de ritos e dogmas que não geravam prazer em fazer e apresentar para Deus. Os fariseus jejuavam para demonstrarem suas vidas de falsa piedade e santidade. E às vezes faziam até demonstrações absurdas de que estavam realmente jejuando um mini show de hipocrisia. Os discípulos de João até que tinham um propósito, pois jejuavam pelo agravo que o pecado trazia aos homens. Os fariseus e os discípulos de João não vão poupar mais Jesus, agora o ataque é direto a ele, a acusação é contra as suas atitudes contrárias aos ensinos judaicos.

Mais uma vez a resposta de Jesus vem de forma avassaladora contra eles. Jesus vai expressar o que é servir a Deus de verdade, e não ser um hipócrita e falso religioso vivendo de máscaras de engano. Servir a Deus é alegria, é festa é júbilo e contentamento. Se Jesus , o próprio Deus esta presente é festa. O noivo esta presente a noiva se alegra com ele.

O salmista expressou no Salmo 100; Servi ao Senhor com júbilo e com alegria.

Salmos 100: 1 - CELEBRAI com júbilo ao SENHOR, todas as terras. 2 - Servi ao SENHOR com alegria; e entrai diante dele com canto. 3 - Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto. 4 - Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome. 5 - Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração.

Os convidados das bodas eram os amigos da festa , tanto do noivo como da noiva, eram convidados especiais. Jesus esta dizendo nas bodas é dia de festa, porque o noivo esta presente, são dias de reconciliação, dias de celebração, dias de alegria. O noivo esta presente e a noiva se alegra e os convidados da festa celebram a presença deles.

Jesus vai além e aumenta a temperatura quando chama os preceitos impostos pelo judaísmo de pano velho. Pois juntar um vestido velho que se rasgou com o passar do tempo e de tanto uso a um tecido novo é pedir para que outra rotura maior se abra, porque ao usar ou ao lavar o remendo novo repuxa e rasga a roupa velha. Jesus esta dizendo que o Evangelho de Cristo é alegria quem ganha uma veste nova fica radiante de felicidade. O Evangelho era um vestido novo, bem feito, costurado pelo próprio Deus que tem um caimento perfeito para qualquer pessoa que queira tirar os trapos sujos da imundície pelo pecado e colocar vestes novas de alegria e de salvação.

E Jesus encerra seu discurso falando do odre velho e novo. Dizendo que ninguém em sã consciência deita vinho novo em odres velhos, porque se não o vinho novo rompe e se arrebenta os odres e derramaria o vinho, e os odres se estragariam. Por este motivo, o vinho novo deve ser colocado em odres novos. Duro foi este discurso de Jesus, pois ele faz os fariseus lembrarem a utilização dos odres para guardar o vinho. Os odres eram feitos de peles de animal por causa da elasticidade. Quando o odre vai envelhecendo perde a sua elasticidade, e vai se esticando ficando endurecido e ressecado pelo uso e pelo tempo. Seria impossível colocar o vinho novo que ainda estava em processo de fermentação liberando gases que gerava o aumento da pressão em odres velhos que não tinham mais elasticidade. A força da pressão liberada pelo vinho novo iria romper o odre velho e se perderia o vinho novo e o odre velho. Vinho na bíblia é símbolo de alegria, e não se pode pegar este vinho novo que é o Evangelho de transformação de mudanças radicais contra o pecado e colocar dentro do odre velho do judaísmo enrijecido pelos costumes e ritos pesados sobre os homens.

Quando Jesus esta presente ele é a nossa alegria. Ele nos cobre de vestes de salvação e nos renova com a doçura do seu vinho novo.

O sábado

Marcos 2: 23 - E aconteceu que, passando ele num sábado pelas searas, os seus discípulos, caminhando, começaram a colher espigas. 24 - E os fariseus lhe disseram: Vês? Por que fazem no sábado o que não é lícito? 25 - Mas ele disse-lhes: Nunca lestes o que fez Davi, quando estava em necessidade e teve fome, ele e os que com ele estavam? 26 - Como entrou na casa de Deus, no tempo de Abiatar, sumo sacerdote, e comeu os pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão aos sacerdotes, dando também aos que com ele estavam? 27 - E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. 28 - Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor.

Os fariseus ainda estão atrás de Jesus como um verdadeiro cão de caça. Eles não dão trégua e agora a questão é o sábado. Mais uma controvérsia criada por eles mesmos, que nunca entenderam o que era o verdadeiro sábado, o dia de descanso, o shabat, o dia da adoração a Deus. Os judeus acrescentaram 39 regras sobre a maneira de guardar o sábado tirando assim o descanso divino e criando um momento opressor. Os discípulos segundo os fariseus vão quebrar regras e princípios éticos imperdoáveis.

Os fariseus não questionaram o fato dos discípulos estarem roubando, pois eles eram conhecedores da lei e o ato que fizeram estava na lei.


Deuteronômio 23: 24 - Quando entrares na vinha do teu próximo, comerás uvas conforme ao teu desejo até te fartares, porém não as porás no teu cesto. 25 - Quando entrares na seara do teu próximo, com a tua mão arrancarás as espigas; porém não porás a foice na seara do teu próximo.

Os fariseus vão questionar sobre o dia do ato que era sábado

Marcos 2:24 - E os fariseus lhe disseram: Vês? Por que fazem no sábado o que não é lícito?

Em uma outra tradução eles estão dizendo assim: Porque os seus discípulos estão colhendo grãos, o que é proibido fazer no sábado.

Eles estão dizendo assim para Jesus : O senhor não lê a bíblia não? O ato esta até correto, pois esta na lei, mas o dia esta errado, pois é sábado. E no sábado é contra a lei.

Eles são taxativos com Jesus e Jesus também é taxativo ao perguntar se eles que eram doutores da lei se eles ainda liam a bíblia. Jesus diz: Nunca lestes o que fez Davi quando estava em necessidade e teve fome, ele e os que com ele estavam? Como entrou na casa de Deus, no tempo de Abiatar, sumo sacerdote, e comeu os pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão aos sacerdotes, dando também aos que com ele estavam?

Continuando a mesma situação, Mateus coloca um ponto muito importante revelando que o sacerdote entendeu que a necessidade humana esta acima das leis cerimoniais.

Mateus 12: 5 - Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa? 6 - Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo.7 - Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes. 8 - Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor.

Para Deus o homem esta acima do dos ritos do sábado. Deus criou o sábado por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Jesus esta dizendo que a vida tinha que ser celebrada ela esta acima de tudo. Jesus veio para nos trazer vida e liberdade.

Por toda a parte que Jesus fosse, uma equipe de Fariseus agora estariam sempre presentes e colocando a prova se ele era ou não o Messias. Os evangelhos mostram como a oposição ao ministério de Jesus Cristo ia crescendo.
Pós a realização deste milagre que vamos estudar os fariseus já estavam articulando a eliminação física de Jesus (Mat 12.14)
Mateus 12: 14 - E os fariseus, tendo saído, formaram conselho contra ele, para o matarem.
Os fariseus, os doutores da lei, e os sacerdotes odiavam Jesus porque Jesus começou a brilhar mais do que eles.
Você conhece a história do vaga-lume, e da cobra
Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um vagalume que só vivia para brilhar.
Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em desistir.
Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada...

No terceiro dia, já sem forças o vagalume parou e disse à cobra:
- Posso fazer três perguntas ?
- Não costumo abrir esse precedente para ninguém mas já que vou te comer mesmo, pode perguntar...

- Pertenço a sua cadeia alimentar ?
- Não.
- Te fiz alguma coisa ?
- Não.
- Então por que você quer me comer ?

- PORQUE NÃO SUPORTO VER VOCÊ BRILHAR...
“Toda vez que você começar a brilhar vão querer apagar seu brilho”.
Jesus já estava brilhando mais que os fariseus, o brilho de ostentação e orgulho deles começou a se apagar.
Deste milagre em diante eles querem a morte de Jesus.
Mt 12. 9 - E, partindo dali, chegou à sinagoga deles. 10 - E, estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada; e eles, para o acusarem, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados?

Em Cristo
Pr. Ezequiel Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário