terça-feira, 19 de junho de 2012

A cura do paralítico de Cafarnaum - Parte 9

29º - Mas eles não falaram uma só palavra, só pensaram

(Marcos 2:6) - E estavam ali assentados alguns dos escribas, que arrazoavam em seus corações, dizendo:

(Marcos 2:7) - Por que diz este assim blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, senão Deus?

1.     Lembremo-nos que esta era a fase da observação.
2.     Os que estavam ali a julgar só podiam observar;
3.     Não lhes era permitido levantar questões ou objecções.

Eles não podiam falar nada estavam só observando

Imagine a mente destes doutores da Lei, as interrogações , os paradoxos criados, a resposta dita mas sem lógica, por Jesus realmente fazia milagres, e agora ele esta declarando que ele tem poder como Deus para perdoar pecados. Que absurdo é este?

Este é o ponto máximo desta história

1.     Tudo isso era um enorme problema para os fariseus e os escribas que haviam observado
              todos os últimos acontecimentos.
2.     Os fariseus e os escribas estavam ali assentados “e arrazoavam em seu coração”
3.     Eles não estavam conversando sobre o assunto com alguém
4.     Eles só olharam um para o outro

Tudo o que estava acontecendo não era em palavras era apenas em pensamento, não havia se externado em palavras mas estava vivo no pensamento.

30º - Mas Jesus sabe todas as coisas

Jesus sabia o que eles estavam pensando. Jesus sabia o que estava na mente deles, Jesus entra no subconsciente daqueles homens e trás a tona verdades profundas inseridas nos recôndidos das mentes daqueles doutores da Lei, e demonstra em uma ato revelativo o que eles estavam pensando com relação as palavras e as atitudes de Jesus.

(Marcos 2:8) - E Jesus, conhecendo logo em seu espírito que assim arrazoavam entre si, lhes disse: Por que
arrazoais sobre estas coisas em vossos corações?

Imaginemos a perplexidade dos professores da Lei, os escribas, quando Jesus virou-se para eles e revelou que sabia o que estavam pensando.

31º - Jesus agora vai provocar uma revolução na mente deles

Em uma linguagem mais judaica Jesus vai provar que ele era não apenas o Messias aguardado mas Deus. Ele vai fazer coisas que somente são peculiares de Deus, ele vai falar coisas que somente Deus fala. Ele vai agir com a autoridade do próprio Deus.Porque ele é Deus.

No livro do Evangelista Marcos nós vamos analisar este momento de Jesus com os doutores da Lei.

(Marcos 2:9) - Qual é mais fácil? dizer ao paralítico: Estão perdoados os teus pecados; ou dizer-lhe: Levanta-te, e toma o teu leito, e anda? (Marcos 2:10) - Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder para perdoar pecados (disse ao paralítico) ,(Marcos 2:11) - A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.

Perceba as palavras de Jesus. Ele vai dizer: Qual é mais fácil dizer?

Jesus esta informando àqueles homens que para ele não há dificuldade, que para ele nada é difícil, que em questão de milagre tanto faz tanto fez começar perdoando ou curando. Para ele a ordem dos fatores não vai alterar o resultado da resposta lógica, do objetivo central – o homem será curado e perdoado.

Jesus esta informando as mesmas palavras ditas pelo anjo à Abraão e a Sara em Genesis, no início da formação da nação israelita. Apesar da esterilidade de Sara Deus fez uma promessa que Abraão seria pai de multidões. E a pergunta de Deus a eles também é sobre dificuldades que existem diante de um Deus Soberano e Eterno. Não há nada que Deus não possa fazer.

Gen 18.14 - Haveria coisa alguma difícil ao SENHOR?

Jesus esta dizendo que ele é Deus e que ele vai provar que é Deus com o resultado do milagre na vida daquele paralítico.

1.     Qualquer charlatão, qualquer um que pratica extorsão religiosa, poderia virar-se para uma pessoa e dizer: “Teus pecados estão perdoados”.
2.     Não haveria nenhuma maneira humana na terra de provar se isso de fato ocorrera.
3.     Como se prova que os pecados de um homem foram perdoados?
4.     É fácil dizer; difícil é provar.

Mas Jesus não era charlatão ele era o Verbo de Deus encarnado, o próprio Deus Eterno na terra dos homens mortais e limitados. Diante das circunstâncias que estavam diante dele e da missão que veio cumprir na terra, a nossa redenção, o perdão dos nossos pecados, ele se manifesta como Deus em um trocadilho de palavras de poder e muita autoridade divina.

Jesus diz: Qual é mais fácil dizer?

Os homens não tinham como verificar se os pecados dele foram perdoados ou não, mas eles poderiam verificar claramente a ação direta de Jesus para com aquele paralítico. Jesus queria mostrar a eles que não é porque aquele homem estava enfermo que estava em pecado. O conceito judaico estava errado, doenças e enfermidades nem sempre significam pecado. Às vezes estamos bem espiritualmente com Deus e por dentro enfermos, convalescidos por causa das amargas aflições da vida. A santidade é uma questão de afeição interna e não de ações externas. Eles pensavam que eram santos por praticarem ritos externos de purificação. O contraste entre os fariseus e escribas e os discípulos de Cristo não era apenas entre a lei e os ritos, entre a verdade de Deus e a tradição dos homens, mas uma divergência profunda sobre a doutrina do pecado e da santidade. Este conflito não é periférico, mas toca o âmago da verdadeira espiritualidade.

1.     Jesus vai mostrar que para ele não havia impossível

(Marcos 2:9) - Qual é mais fácil? dizer ao paralítico: Estão perdoados os teus pecados; ou dizer-lhe: Levanta-te, e toma o teu leito, e anda?

2.     Jesus vai provar que ele era Deus

(Marcos 2:10) - Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder para perdoar pecados (disse ao paralítico) ,(Marcos 2:11) - A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.

Imagine o momento do impacto das palavras de Jesus quando ele disse “Levanta-te, toma o teu leito e vai para a tua casa”. Os olhos de todos os presentes estavam voltados para aquele momento único. A casa estava lotada tomada de gente dentro e fora, e os fariseus analisando cada detalhe, cada palavra e atitude de Jesus. De repente Jesus da uma palavra de ordem aquele homem:

Jesus mostrou a eles a sua divindade
  • Quando leu o pensamento dos doutores da lei
  • Quando perdoou os pecados daquele homem paralítico
  • Quando curou aquele homem
(Marcos 2:11) - A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.

A palavra liberada por Jesus alcança uma dimensão sublime:

·         Era tudo o que aquele homem queria ouvir.

·         Era um divisor de águas na história daquele homem que há tantos anos estava naquele estado.

·         Era um marco na história da cidade de Cafarnaum.

·         Era o resultado da fé dos quatro amigos.

·         Era algo impactante para a mente dos fariseus e doutores da lei.

·         Era a garantia da deidade de Cristo.

·         Era a segurança dos discípulos de terem escolhido seguirem a Jesus.

·         Era a certeza de que os pecados daquele homem foram perdoados

A GLÓRIA DE DEUS SE MANIFESTOU PORQUE ELE PROVOU DUAS COISAS A TODOS OS PRESENTES

1.     Ele era o Messias
2.     Ele era o próprio Deus

32º - Jesus transforma a desonra e a vergonha em honra

(Marcos 2:11) - A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.

(Marcos 2:12) - E levantou-se e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos, de sorte que todos se admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos.

Quando eu era pequeno pensava que esta cama fosse de madeira, ou de ferro pesada e robusta. Com o tempo fui descobrir que vários dicionários bíblicos vão dizer que esta cama era um utensílio doméstico que servia para dormir. Os pobres e os viajantes, muitas vezes dormiam no chão, cobrindo-se com a sua própria vestimenta. A cama era como uma esteira podia ser feita de lã, de peles de animais era como um tapete, ou manta, que se enrola para ser transportada.
Aquela cama representava para aquele paralítico toda  a sua desonra. A cama ouvia seus lamentos, seus choros, suas lágrimas, e suas petições. Toda a sua história de fracassos e de decepções estavam ali inseridos no contexto daquela cama. As humilhações, os insultos, a falta de apoio e de compreensão, tudo estava na história da cama e ele. Por muito tempo a cama carregou aquele homem que era um paralítico, mas agora Jesus manda e ordena que ele se levanta-se e a partir daquele dia as coisas iam mudar, Jesus ia inverter a situação ela não iria mais carregá-lo ele ia carregar ela. Ele tomou a sua cama e saiu vitorioso carregando a sua vergonha, o seu desprezo, a sua tristeza que agora era o sinal da sua honra, era a sua coroa de vitória. Que dia triunfante honroso ele se levanta diante de todos pega a sua vergonha em meio aqueles que o impediram de entrar porque ele estava paralítico, impossibilitado de entrar pela porta da frente, mas agora ele esta de pé triunfante, pois Jesus disse a ele: Levanta-te. Tome a sua vergonha e vai de cabeça erguida para a sua casa.

33º - Ele vai te colocar de pé porque chegou o tempo de honra

1.     Jesus transforma em honra as nossas vergonhas e desonras.
2.     Jesus te coloca de pé porque chegou o tempo de honra

Aquele homem agora podia erguer-se e andar diante de todos, a ponto de até mesmo poder transportar o seu leito. Que cena fenomenal, a alegria daquele homem manifestada estampada em seu rosto, ele estava andando caminhando junto a porta indo em direção àqueles que não permitiram a sua entrada. E de repente um lindo corredor vai se abrindo e todos aqueles que não deixaram ele entrar pela porta da frente, que o impediram, que tentaram lhe barrar, todos tiveram que abrir espaço para ele passar e todos tiveram que ver ele saindo pela porta da frente vitorioso pois o tempo da honra havia chegado.

E a alegria dos quatro amigos vendo do telhado o amigo saindo de pé pela porta da frente. E saber que valeu a pena superar todos os limites. A distância não pode detê-los, a multidão não pode barra-los, o telhado não os impediu de levar o amigo até Jesus e celebrar com ele o milagre conquistado.

E o mais lindo de tudo isso é que todos glorificaram a Deus. Inclusive os fariseus. A bíblia diz : Todos admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos.

(Marcos 2:12) - E levantou-se e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos, de sorte que todos se admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos.
Descanse no Senhor teu Deus, o tempo de honra chegará para a sua vida.
Em Cristo
Pr. Ezequiel Barbosa
@ezequielbarbosa.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário