terça-feira, 14 de agosto de 2012

A viúva de Naim - Parte 1

Texto : Luc 7. 11-17
Milagre : 11º - A viúva de Naim
Tema : Cancelando o funeral – Os teus sonhos ainda permanecem vivos

Inicia-se agora a segunda etapa das viagens de Jesus.

Jesus já havia feito como o apóstolo Paulo, algumas viagens e agora ele volta ao seu quartel general e em poucos dias retorna para a continuação de sua missão que era anunciar o evangelho do reino. Depois de curar um escravo do centurião em Cafarnaum que foi o último milagre que estudamos, Jesus viajou para o sul, seguido por uma multidão cada vez maior, e chegou a Naim, onde ele ressuscitou o filho de uma viúva dos mortos.

Jesus é rejeitado em alguns lugares e bem recebido em outros

1.     Nazaré o rejeitou

Mateus 13: 57 - E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, a não ser na sua pátria e na sua casa. 58 - E não fez ali muitas maravilhas, por causa da incredulidade deles.

2.     Cafarnaum se tornou sua casa onde ele recarregava as baterias para continuar a sua missão

Mateus 9 : 1 -  E entrando em um barco, ele atravessou e foi para a sua cidade

3.     Neste episódio ele vai para Naim seu próximo desafio

Como já dissemos anteriormente Jesus se desloca de Cafarnaum sua base operacional e ministerial em direção à Naim. Ele tem uma grande missão, ele vai curar o filho de uma viúva. Sem dúvida Jesus levantou muita gente dentre os mortos, mas esta é a primeira ressurreição de Jesus apresentada na Bíblia Sagrada. Se observarmos outros textos da bíblia veremos a grandiosidade do ministério de Jesus.

(Mateus 11:5) - Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho.

A palavra “ressuscitados” esta no plural, isto significa que foram várias as ressurreições realizadas por Jesus, porém nos registros do Evangelho, somente a ressurreição de três pessoas é descrita para o nosso conhecimento:

1.     O filho da viúva de Naim (Lc 7.11 -17)
2.     A filha de Jairo (Lc 8.40-56)
3.     Lázaro, um amigo especial de Jesus (Jo 11).

Então biblicamente a ressureição do filho da viúva de Naim é a primeira ressureição realizada no ministério de Jesus.

Jesus precisa continuar a sua missão, e ele vai continuar suas viagens ministeriais e ir em direção a uma cidade chamada Naim.

Este texto que vamos começar a estudar é considerado até interessante, pois exegeticamente falando existem muitas interpretações até engraçadas abordadas sobre ele. Pela simplicidade dos palestrantes criam até situações hilárias sobre ele.

Exemplo:

Certa feita um pregador no seu entusiasmo falou com muita ênfase:

- Hoje nós vamos falar sobre a viúva do irmão Naim, abram as sua bíblias em Lucas 7.11-17

- Meus queridos e amados irmãos Jesus estava chegando naquele lugar e ele viu a viúva do irmão Naim que estava chorando e Jesus não aguentou aquela cena e teve muita compaixão dela e tocou no esquife que era um instrumento de dez cordas para fazer parar as lágrimas da viúva.

Meu Deus é uma piada analisarmos as interpretações que as pessoas são capazes de fazer por não conhecerem a exegese, a história, a geografia e a hermenêutica do texto. Às vezes é só pegar um dicionário e entender o que esta escrito, interpretando algumas palavras.

Mas vamos voltar ao texto em apreço. Esta é a única vez que Naim é mencionada na Bíblia. Então vamos entender o que era Naim.

1º - Jesus escolheu um lugar pequeno para ser palco da sua glória

Naim era uma cidade pequena

Naim era uma aldeia pequena

(Lucas 7:11) - E aconteceu que, no dia seguinte, ele foi à cidade chamada Naim,

Naim  - No hebraico,significa agradável, gracioso, aprazível, belo, encantador, deleite, beleza, etc.

1.    Localização geográfica - Segundo grandes teólogos e arqueólogos acredita-se que a cidade de Naim era uma aldeia pequena muito bela e agradável e ficava situada no alto do monte Tabor na montanha ao sul da cidade de Nazaré, na Galiléia, próximo ao pequeno Hermom.  

2.    Distância - Era um dia de viagem ou de jornada da cidade de Cafarnaum - uma distância de 32Km ; ficava à 10 Km de Nazaré e a 5 Km da cidade de Solem ou Suném, o lugar onde morou a sunamita, quando Elizeu, lhe ressuscitou o filho.

3.    Vista panorâmica - Como Naim era uma cidade situada no alto da Montanha, da cidade de Naim se tem a vista da planície de Jizreel.

4.    Pobreza - Naim é uma cidade muito pobre, habitada por árabes muçulmanos. Era uma Cidade pequena.

Jesus esta realizando mais uma de suas turnês, acompanhado de seus doze apóstolos e as mulheres assistentes, no verão de 29 AD (data aproximada). É durante esta visita que Jesus realizou um milagre, trazendo de volta à vida o filho único de uma viúva.

1.     Jesus gosta de atuar com coisas pequenas, lugares pequenos, pessoas que sabem que são pequenos

2.     Ele vai de encontro a você “pequeno” - Você é pequeno, mas o seu Deus é grande.

(I Corintios 1:27) - Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; (I Corintios 1:28) - E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;

(Miquéias 5:2) -  E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.

Davi era o menor – Falta o menor / Gideão  disse : Meu milheiro é o menor

Zc 4.10 – Não despreze o dia das coisas pequenas

“O primeiro milagre da ressurreição Jesus escolheu uma cidade pequena, de pouca expressão para entrar na história”.

Você há de convir comigo que é muito raro um pregador ou um professor que nunca tenha pregado ou ensinado sobre este texto. Não é verdade? Com certeza se você prega a palavra de Deus ou leciona na igreja com certeza já pregou ou já comentou sobre ele. Sabe por que?

Porque Jesus fez a pequena cidade de Naim entrar para história. E hoje todos nós sabemos que Jesus passou por Naim e onde Jesus passa e ele deixa sua marca ele muda a história.

Se você permitir Jesus passar na sua vida e deixar uma marca ele vai mudar a sua história.

2º - Jesus não mede distância para chegar até você

De Cafarnaum a Naim era uma longa distância

1.     Distava, 10 quilômetros de Nazaré, um dia de Jornada de Cafarnaum - 32 k m
2.     Jesus estava em Cafarnaum, mas anda um dia de Jornada até Naim só para atender a necessidade de uma viúva.

3° - Para entrar em Naim tinha que enfrentar uma subida muito íngreme

Pare para pensar no desafio da chegada até Naim, lugar íngreme, de difícil acesso para chegar, lugar montanhoso, cheio de curvas sinuosas e perigos alarmantes..

1.     A chegada até Naim era difícil, talvez a multidão que vinha com Jesus se perguntava “O que Jesus veio fazer neste final de mundo”.
2.     Tinha que passar pelo Vale e subir pelas montanhas até a cidade

O agir de Deus não é como o nosso, os nossos pensamentos são um, o de Deus é outro, os nossos caminhos são um os de Deus são outros.

Jesus não se importa com o seu tamanho, onde você está, nem as dificuldades que tem que enfrentar para chegar até você.

Ele vai ao seu encontro

4º - Tinha apenas uma porta de entrada na cidade e a mesma era a porta de saída

A mesma entrada que Jesus ia entrar era a mesma saída que o cortejo fúnebre iria sair

“A mesma entrada da sua vitória é a mesma porta da sua derrota, ou você escolhe entrar de cabeça erguida com Jesus, ou você sai de cabeça baixa”

1.     Um dia aquela mulher entrou pela porta da cidade aprazível cheia de sonhos e expectativas
2.     A menina que cresce imaginando conhecer o homem da sua vida, em casar-se, ter filhos.
3.     Esta menina cresceu, casou-se, mas e foi agraciada com um lindo menino, este era seu único filho.
4.     A família crescia e se desenvolvia feliz, porém as crises fazem parte da nossa história.

As Crises fazem parte da nossa história

Segundo estudiosos ela havia perdido o seu esposo por causa de um acidente ou de uma doença. A dor tão profunda da separação levou-a a angústias profundas e de tempos em tempos ela visitava seu esposo em seu túmulo.

Uma grande tragédia havia batido em sua porta, pois ser viúva era deprimente naqueles dias por causa dos maus tratos.

O tratado talmúdico Gittim 12:b trata de uma citação do rabino Eliezer que diz: “Um escravo ganha ao receber liberdade de seu senhor, mas, para uma mulher é desvantagem, pois se torna desqualificada para receber a temurah, e perde seu sustento”.

Ser mulher era muito vulnerável no mundo antigo, quando nascia o dono era o pai, quando casava o dono era o marido , quando ficava viúva o dono era o cunhado, estes eram responsáveis de cuidar do seu sustento, se ela não tivesse ninguém ela precisava sustentar-se sozinha.

Se a mulher ficasse viúva o filho mais velho ficava incumbido de cuidar de sua mãe, se ele moresse o outro cuidaria e assim por diante.

Deus sempre cuidou das viúvas

Deus sabia que coisas como esta aconteceriam no meio de seu povo, por isso em Israel uma mulher que ficasse viúva estaria protegida pelas leis instituídas por Deus que davam cobertura aos órfãos e às viúvas.

1.     Eles cuidavam pela vulnerabilidade emotiva que apresentava a viúva.
2.     A perda de memória e a expectativa de ter que seguir vivendo sozinha significa que a viúva tem uma necessidade maior de apoio e estímulo que outras pessoas.
3.     Para um judeu ajudar uma viúva ou um pobre era ajudar o próprio Deus

A Torá diz: "A nenhuma viúva ou órfão afligireis" (Êxodo 22:21).

Em Cristo Pr. Ezequiel Barbosa

@ezequielbarbosa

18 comentários:

  1. Concordo com senhor é um absurdo ouvir que esquife e um instrumento de 10 corda.kkkkk pelo que o dicionário diz pode trata-se de um caixão,tumba etc...

    ResponderExcluir
  2. MUITO ABENÇOADA A MENSAGENS, MAS DESNECESSARIO ALGUNS COMENTARIOS SOBRE OUTROS PREGADORES FALE O QUE DEUS MANDAR E O RESTO DEUS CUIDA ;FICA A DICA IRMAO.

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM Pr GOSTEI MUITO DO TEXTO PENA QUE NÃO CONSEGUIR PEGAR NA INTEGRA O tratado talmúdico Gittim 12:b NAO CONSEGUIR ABRIR SE O sr PUDER FAZER O FAVOR DE MANDAR AGRADECERI E ENRIQUECERÁ E MUITO A MINHA MENSAGEM QUE ESTOU PREPARANDO

    ResponderExcluir
  4. Gostei, estou preparando mensagem subsidiada neste lindo milagre de Jesus.

    ResponderExcluir
  5. A dorei a mensagem, que Deus te abençoi cada veis mais querido.

    ResponderExcluir
  6. Amei está mensagem, Deus continue te abençoando no seu ministério

    ResponderExcluir
  7. Mto interessante alguns detalhes diferentes no texto.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom pastor. Nos que usamos os púlpitos temos que saber fazer uma hermenêutica exegese.

    ResponderExcluir
  9. PR Cristiano Costa20 de julho de 2015 14:35

    Muito bom PR ,e sabendo que ela já havia passado pelo shivá que era a principal regra na cultura judaica !!

    ResponderExcluir
  10. Muito bom PR. Deus abençoe grandemente ao senhor.

    ResponderExcluir
  11. LUCIANA

    PASTOR QUE DEUS CONTINUE TE USANDO E O CAPACITANDO NA SUA PALAVRA. DEUS TE ABENÇOE.

    ResponderExcluir
  12. LUCIANA

    PASTOR QUE DEUS CONTINUE TE USANDO E O CAPACITANDO NA SUA PALAVRA. DEUS TE ABENÇOE.

    ResponderExcluir
  13. DEUS ABENÇOE A PALAVRA SENPRE É VIVA E CHEIA DE REVELAÇÃOES .TANBEM AMO A PALAVRA .E PREGO PR THIAGO BONFIM

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Vou Ministra hoje sobre esse texto, e estava estudo um pouco sobre ele, me ajudou bastantes alguns esclarecimento.
    Obrigado amigo...

    ResponderExcluir
  16. Vou ministrar amanha sobre este acontecimento , encontrei informações relevantes em seu texto , parabens e q Deus continue te abençoando.

    ResponderExcluir