sábado, 3 de novembro de 2012

Cura de um endemoninhado cego e mudo - Parte 6




Texto: Mat 12.22-32 / Mc 3. 20-29 / Lc 11.14-28 
Tema : Cura de um endemoninhado cego e mudo


Porém preste a atenção:

Neste texto  Jesus faz referência à pessoa do Espírito Santo, ele diz que a blasfêmia contra o Espírito Santo não tem perdão.

O Espírito Santo é a maior dádiva que Deus poderia dar ao homem, todo processo salvívico, da encarnação de Jesus, da morte na cruz, da ressureição ao terceiro dia, e da reconciliação através do sangue, foi somente para que o homem que é impuro pudesse ter a felicidade de receber o Espírito Santo em sua vida.

É impensável vivermos uma vida de comunhão com Deus sem a presença do Espírito Santo. É totalmente fora de questão nos relacionarmos com Deus sem o Espírito Santo.

Se você pecar deliberadamente contra o Espírito Santo e blasfemar contra ele não existe perdão.

Tudo começa devagar, lentamente e o pecado vai tomando nossa vida.

O que os fariseus fizeram foi algo que o profeta Isaías já havia dito.

Isaías 5: 20 - Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!

Afirmar que o mal é o bem e que luz é trevas, era pratica comum entre os fariseus. Esta prática traz em si mesma um alerta já anunciado pelo profeta Isaias e agora trazido a lume por Jesus e reinterpretado por Jesus como Blasfêmia contra o Espírito Santo.

Não o entristeça, não apague o fogo dele, não resista, não minta a Ele.

Seja cheio do Espírito Santo (Ef 5.18)

1.     Pecar consciente e deliberadamente contra um conhecimento claro da verdade é evidência da blasfêmia contra o Espírito Santo.
2.     A blasfêmia contra o Espírito é a atitude consciente e deliberada de negar a obra de Deus em Cristo pelo poder do Espírito e atribuir o que Cristo faz ao poder de Satanás.
3.     A blasfêmia constitui no fato de afirmar que o poder que age através de Cristo não é o Espírito Santo, mas Satanás. 

(I João 5:16) - Se alguém vir pecar seu irmão, pecado que não é para morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore.

A blasfêmia contra o Espírito Santo é um pecado para a morte este não tem perdão.

Por que não tem perdão?

1.     O Espírito Santo que intercede por nós

(Romanos 8:26) - E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. (Romanos 8:27) - E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos.

2.     O Espírito Santo que garante a nossa filiação como filhos de Deus

(Romanos 8:15) - Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. (Romanos 8:16) - O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. (Romanos 8:17) - E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.

Se perdermos o Espírito Santo perdemos tudo.

Salmos 51: 11 - Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.

Ser agraciado por Deus com a salvação pela graça que nos é dada pelo Espírito Santo é algo sobrenatural , inexplicável e extraordinário.  A graça é de graça para nós mas custou muito cara para Deus, porque custou a morte de seu próprio filho. Por isso valorize a graça que nos foi revelada e entregue pelo Espírito.

Dietrich Bonhoeffer, em sua obra intitulada Nachfolge, traduzida em português com o título “Discipulado”, traz uma das melhores definições para este tópico, ao dizer que a graça barata é a maior inimiga de nossas igrejas, quando na verdade deveríamos defender a graça preciosa.

Graça barata é graça como refugo, perdão malbaratado, consolo malbaratado, sacramento malbaratado – é graça como inesgotável tesouro da Igreja, distribuído diariamente com mãos prontas, sem pensar e sem limites; a graça sem preço, sem custo. A essência da graça seria, ao que pensamos, a conta ter sido liquidada antecipadamente e para todos os tempos. Estando a conta paga, pode-se obter tudo gratuitamente. Por ser infinitamente grande o preço pago, são também infinitamente grandes as possibilidades de uso e dissipação. Que seria graça se não fosse barata? [...]

A graça preciosa é o tesouro oculto no campo, por amor do qual o homem sai e vende com alegria tudo quanto tem; a pérola preciosa, para adquirir a qual o comerciante se desfaz de todos os seus bens; o governo régio de Cristo, por amor do qual o homem arranca o olho que o escandaliza; o chamado de Jesus Cristo, ao ouvir do qual o discípulo larga as suas redes e o segue. A graça preciosa é o Evangelho que há que se procurar sempre de novo, o dom pelo qual se tem que orar, a porta à qual se tem que bater. Essa graça é preciosa porque chama ao discipulado, e é graça por chamar ao discipulado de Jesus Cristo; é preciosa por custar a vida ao homem, e é graça por, assim, lhe dar a vida,- é preciosa por condenar o pecado, e é graça por justificar o pecador. Essa graça é sobretudo preciosa por tê-lo sido para Deus, por ter custado a Deus a vida de seu Filho fostes comprados por preço" - e porque não pode ser barato para nós aquilo que para Deus custou caro. A graça é graça sobretudo por Deus não ter achado que seu Filho fosse preço demasiado caro a pagar pela nossa vida, antes o deu por nós. [...]

Se você entendeu a graça é superior a tudo e todas as coisas, mas faça de tudo para permanecer na graça porque para Deus não teve graça entregar a própria Graça para que nós saíssemos da desgraça do pecado e passássemos a viver livres pela graça sendo agraciados por Deus que nos enviou a Graça para sermos amigos do Espírito Santo.

Vou repetir, todo cuidado é pouco

Tudo começa devagar, lentamente e o pecado vai tomando nossa vida.

Isaías 5: 20 - Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!

Os fariseus só estão relatando o que eles já são, homens maus de pensamentos maléficos.

Vamos voltar para o nosso texto em apreço:

Esta acusação de Jesus revela quem são os fariseus, quem são os blasfemadores

E prova o que :

1.     Que a Árvore má, produz fruto mau , e a árvore boa produz fruto bom

2.     Pelo fruto se conhece a árvore

(Mateus 12:33) - Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore.

3.     Que a maldade está dentro do homem ela só se exterioriza

(Mateus 12:34) - Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.

(Salmos 19:12) -  Quem pode entender os seus erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos.

(Filipenses 4:8) - Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. (Filipenses 4:9) - ...e o Deus de paz será convosco.

4.     Que o homem bom ou mau tem um tesouro guardado dentro de si. (de coisas boas ou más)

(Mateus 12:35) - O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más.

5.     Que nós seremos julgados e condenados pelas nossas palavras

(Mateus 12:36) - Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo.

(Mateus 12:37) - Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.

Preste a atenção para finalizarmos:

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda. (Apocalipse 22:12) - E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. (Apocalipse 22:13) - Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro. (Apocalipse 22:14) - Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.

(I João 2:22) - Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. (I João 2:23) - Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai. (I João 2:24) - Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai. (I João 2:25) - E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna. (I João 2:26) - Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos enganam. (I João 2:27) - E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, 

Que você seja guardado e amparado pela graça de Deus, e nunca deixe de ser amigo do Espírito Santo.

@ezequielbarbosa
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário